top of page
  • Larissa Gonçalves

Acesso à educação superior no Brasil

Acesso à educação superior no Brasil

O acesso à educação superior no Brasil ainda é um desafio, apesar dos avanços das últimas décadas.


Desigualdade no acesso


Dados do Inep indicam que apenas 20% da população entre 25 e 34 anos possui diploma de nível superior no Brasil. Essa taxa é ainda menor entre pretos e pardos, e entre pessoas com menor renda. A expansão do ensino superior nas últimas décadas não foi acompanhada por uma democratização do acesso.


Perfil dos ingressantes


As universidades brasileiras ainda são frequentadas majoritariamente por estudantes brancos e de classes sociais mais altas. Dados de 2019 mostram que 40% dos ingressantes em universidades públicas pertenciam aos 20% da população com maior poder aquisitivo, enquanto apenas 5% eram provenientes dos 20% mais pobres.


Financiamento


O alto custo da graduação, principalmente nas instituições privadas, é um grande obstáculo para muitos jovens. O Prouni e o Fies são programas importantes que garantem o acesso ao ensino superior para estudantes de baixa renda, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido para garantir a universalização do acesso.


Qualidade do ensino


A qualidade do ensino superior varia muito entre as instituições. As universidades públicas de maior prestígio geralmente oferecem um ensino de qualidade, mas muitas instituições privadas, especialmente as de menor porte, apresentam problemas como infraestrutura precária, corpo docente despreparado e evasão escolar elevada.


Políticas públicas


As políticas públicas de acesso e inclusão ao ensino superior precisam ser fortalecidas e reavaliadas periodicamente. É fundamental investir na expansão da oferta de vagas públicas, na concessão de bolsas de estudo e na melhoria da qualidade do ensino, com foco na inclusão de grupos minoritários e na democratização do acesso.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page